Sintra – Portugal

4 jan

Declarada Patrimônio Mundial pela Unesco em 1995, Sintra atrai muitos turistas pela beleza de suas colinas e estradas sinuosas.

Os Reis de Portugal elegeram Sintra como o local para veraneio de suas famílias e assim construíram o Palácio Nacional de Sintra.

Para chegar a Sintra via Lisboa é muito fácil, na Avenida dos Restauradores informe-se onde fica o Café Starbucks, por sinal o mais bonito que vi na Europa até agora, ao lado tem uma galeria, suba as escadas rolantes e saíra em frente a estação de trens que leva á Sintra saem trens a todo momento, não há como errar, todos que saem de lá levam á Sintra, pode usar o mesmo cartão viva verde que usa para os metros, sua viagem vai lhe custar 3,80 euros. A viagem leva em média 30 ou 40 minutos, chegando a estação de Sintra, que é bem pequena, logo na saída estarão os pontos dos ônibus que te levam aos Castelos, são muitas opções, dependendo do tempo disponível faça sua composição de visitas, Parque e Palácio da Pena do século XIX (Imperdível), Castelo dos Mouros do século VIII, Quinta da Regaleira, indicação de um novo amigo português e de sua namorada Ana, também Patrimônio Mundial pela Unesco, tem uma atmosfera mágica dos seus jardins cênicos e sua arquitetura poética, revelam-se cavernas, esculturas em pedras, túneis e labirintos, é realmente um lugar em que se perde o dia inteiro.

O ônibus que te leva a todos os castelos custa 5,00 euros você pode subir uma vez e descer nele novamente, por isso guarde o recibo.

Para o Castelo da Pena paga-se 11,00 euros para entrar e 2,00 para subir até o castelo em outro bondinho.

Reserve um tempinho para caminhar pelo Centro Histórico e NÃO deixe de provar o tradicionalíssimo Travesseiro de Sintra quente como diz minha amiga portuguesa, seria como ir á Roma e não ver o Papa!

Acostume-se em Portugal cada cidade tem algum doce típico maravilhoso!

Vista da chegada do bondinho ao Palácio da Pena

Vista lateral do Palácio da Pena

Quarto da Rainha no Palácio da Pena

Tradicionais e sensacionais Travesseiros de Sintra

Nenhum comentário ainda

Deixe uma resposta

coloque esse código no final da página: