Chefs na Praça e 5º Festival Gastronômico de Campinas

2 jul

Joe & Leo´s e Vila Paraíso terão pratos especiais

no Chefs na Praça e 5º Festival Gastronômico de Campinas

Eventos começam nos próximos dia 14 e 18 de julho, respectivamente

Campinas, 02 de julho de 2013 – Rico por sua diversidade de estilos e sabores, o setor gastronômico de Campinas promove dois grandes eventos no mês de julho. No dia 14, aniversário da cidade, será realizada a primeira edição do projeto Chefs na Praça, com 15 restaurantes renomados da cidade oferecendo pratos a preços populares. Este evento marca a abertura oficial da 5ª edição do Festival Gastronômico de Campinas, organizado Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Social e Turismo, em parceria com o Campinas e Região Convention & Visitors Bureau (CRC&VB), com a participação de 23 estabelecimentos, e que acontece no período de 18 de julho a 11 de agosto. O Joe & Leo´s Family Restaurant e o Vila Paraíso Restaurante, do Distrito de Joaquim Egídio, estarão presentes com pratos especiais para cada um dos eventos.

No Chefs da Praça, o Joe & Leo´s oferecerá ao público duas opções de lanches: o seu tradicional Bravo Burger de carne, de 150 gramas, e o exclusivo Cabidela Burguer (preparado com galinha, linguiça calabresa, pimentões coloridos, cebola e mix de pimentas, uma receita caseira campineira para rechear seu pão artesanal), criado especialmente para o evento. Os dois lanches serão vendidos a R$ 5,00 por unidade.

Já o Vila Paraíso Restaurante levará para a Praça Carlos Gomes uma adaptação brasileira de sua tradicional Paella: a Paella Caipira, que leva frango, lingüiça, carne de porco e outros ingredientes da culinária brasileira. Outra atração da casa no Chefs na Praça será o dadinho de tapioca, uma das entradas mais vendidas pelo restaurante. Os dois pratos também custarão R$ 5,00 cada.

Festival Gastronômico

Para o Festival Gastronômico, que terá como mote “Sabores do Mundo, em homenagem à Copa do Mundo de 2014, os dois restaurantes criaram receitas exclusivas diretamente ligadas a diversos países. O Joe & Leo´s, por exemplo, homenageará a Itália, Canadá e Brasil através de seus pratos. Como entrada, a casa oferecerá no almoço e jantar ao longo do evento uma deliciosa receita de camarão empanado e frito com molhos diversos (R$ 27,90). O prato principal será o Canadiens Café – Fetuccine italiano ao molho base Alfredo, lascas de salmão marinadas e preparado com café e brandy, uma adaptação que leva a assinatura de  Fernando Vernier (38,90). Para fechar o cardápio, a casa oferecerá como sobremesa o Strawberry Waffle com calda de chocolate e sorvete de creme (R$ 13,90).

O cardápio do Vila Paraíso para o Festival Gastronômico foi elaborado pelo “chef” Ricardo Barreira e presta uma homenagem a cultura brasileira. A entrada será a Mini moranga recheada com bobó de camarão e catupiry, gratinada ao forno (R$ 18,00). Para o prato principal, ele criou o Peixe Iemanjá, que leva filé de linguado ao molho Iemanja (este nome se deve à mistura de temperos e ingredientes nacionais), acompanhado de uma polenta de tapioca e velouté de coco (R$ 44,80). Já a sobremesa será a Cocada de forno com sorvete de creme (R$ 18,00)

Expectativa

Os dois eventos estão envoltos em grande expectativa pelos empresários do segmento gastronômico. No caso do Chefs na praça a estimativa é de que 3 mil campineiros passem pela Praça Carlos Gomes entre às 11h e 16h do domingo 14. “Estamos otimista por se tratar do primeiro evento gastronômico reunindo chefs, restaurantes e apreciadores da gastronomia campineira com ofertas de produtos com preços populares”, afirma Carlos Américo Louredo, do Joe & Leo´s Campinas.

Fernanda Barreira, Gerente de Marketing do Vila Paraíso Restaurante também mostra otimismo em relação ao evento, principalmente pela sua proposta de poder mostrar a qualidade dos pratos da casa a um número maior de consumidores. “Os valores baixos servirão de chamariz para um novo publico consumidor a ser conquistado”, afirma.

Quanto ao Festival Gastronômico, a estimativa de Louredo e Fernanda é para um crescimento de até 15% nas vendas na comparação com o ano passado

SOBRE O JOE & LEO´S CAMPINAS

Joe e Leo adoravam reunir parentes e amigos aos fins de semana para servir hambúrgueres com cachaças. Em 1995, resolveram abrir a primeira loja no São Conrado Fashion Mall, um dos Malls mais nobres do Rio de Janeiro devido ao sabor artesanal dos hambúrgueres e do sucesso com a propaganda local.

Abriram então a primeira franquia no ano de 2000, no Rio de Janeiro (Shpopping New York). A unidade de Campinas, no Interior de São Paulo, foi inaugurada em 2002 e, após algumas mudanças em 2008, como a reestruturação da marca e cardápio, incluindo vários pratos produzidos por alguns chefs do cenário gastronômico do país, surgiu o Joe & Leo’s Family Restaurant conhecido atualmente.

Com características americanas e decoração atrativa dos esportes em alta nos anos 70, 80 e 90, o Joe & Leo’s do Parque D. Pedro Shopping oferece um ambiente descontraído, onde o atendimento toma forma despojada, com cardápio repleto de hambúrgueres artesanais, assim como pratos ligados a várias culinárias conhecidas no mundo todo. Desde a tradicional costelinha australiana até as massas italianas, passando por saladas light azeitadas com temperos e molhos home made. Sem falar das sobremesas elaboradas com chocolate belga e sorvetes brasileiros.

O único e genuinamente restaurant family do Brasil atrai seus clientes também pelas promoções no almoço, com o Salad Bar (saladas e frutas da época sempre fresquinhas) e o happy hour com chopp Baden Baden, Devassa e Eisenbahn, além de porções de aperitivos com preços especiais para grupos de empresas e aniversariantes.

SOBRE O VILA PARAÍSO RESTAURANTE

Localizado na avenida principal do distrito de Joaquim Egídio, o Vila Paraíso foi inaugurado há dez anos por Fernando Barreira, que hoje divide com os filhos André, Ricardo e Fernanda a responsabilidade do empreendimento situado em um espaço privilegiado em meio à natureza.

A casa possui quatro ambientes bem aconchegantes (cobertos e ao ar livre), com capacidade para acomodar 320 pessoas. Os espaços internos são equipados com lareiras para os dias mais frios.

O playground em madeira é a atração para as crianças, que podem brincar com toda segurança, enquanto o lago nos fundos, as árvores e a presença de saguis completam o charme da paisagem do restaurante, que ainda conta com um amplo estacionamento com serviço de manobrista.

As crianças também podem se divertir com as oficinas de papel machê, oferecidas pelas casa aos sábados e domingos, das 13h às 16h30. A diversão é aberta a todas as crianças que estiveram no restaurante acompanhadas dos pais e custa R$ 15,00 por criança.

O restaurante Vila Paraíso fica na Avenida Heitor Penteado, 1.716, em Joaquim Egídio. Reservas pelos telefones (19) 3298-6913. Site: http://www.restaurantevilaparaiso.com.br.

Evento Chefs na Praça marcará aniversário de Campinas

Iniciativa reunirá na Praça Carlos Gomes 15 dos mais prestigiados restaurantes da cidade, que venderão pratos a preços populares

Quinze dos mais prestigiados restaurantes de Campinas estarão reunidos no próximo dia 14 de julho, aniversário da cidade, para participar do evento Chefs na Praça, que ocupará a Praça Carlos Gomes, no Centro. Instalados em tendas distribuídas ao redor do coreto, os estabelecimentos, representados por seus cozinheiros, venderão pratos especialmente elaborados para a ocasião, a preços populares. A iniciativa marcará as festividades pelos 239 anos do município e servirá de abertura ao 5º Festival Gastronÿmico de Campinas, que se estenderá de 18 de julho a 11 de agosto e contará com a participação de 23 casas. O Chefs na Praça foi idealizado pelos jornalistas Manuel Alves Filho e Ronei Thezolin e pela publicitária Silvana Pocay. O evento é uma realização da Secretaria Mun icipal de Desenvolvimento Econÿmico, Social e Turismo, em parceria com o Campinas e Região Convention & Visitors Bureau (CRC&VB).

A ideia de aproximar a gastronomia da cidade de um público mais amplo nasceu de uma conversa travada no Facebook, como lembra Manuel Alves Filho, que também é chef de cozinha. “Eu e alguns amigos discutíamos sobre a necessidade de movimentar a cena gastronÿmica de Campinas, mas de um modo que a iniciativa não assumisse um caráter elitista. Foi então que cogitamos propor algo inspirado no evento Chefs na Rua, que tem feito sucesso e atraído muita gente em São Paulo. No nosso caso, concluímos que deveríamos trocar a rua pela praça, como forma de resgatarmos este espaço de vivência”, explica.

A escolha da Praça Carlos Gomes para receber as tendas, segundo Ronei Thezolin, se deu de forma natural. “Além de ser um dos espaços públicos mais bonitos de Campinas, a praça é emblemática, pois ‘separa’ o Centro do bairro Cambuí. A nossa proposta é derrubar simbolicamente essa divisão, pois queremos atrair pessoas de todos os bairros da cidade para o evento”, detalha. Conforme Silvana Pocay, o principal compromisso assumido pelos restaurantes que participarão do Chefs na Praça foi desenvolver pratos de elevado padrão, que serão vendidos a preços que variarão entre R$ 5, R$ 10 e R$ 15.

Entre as delícias que estarão reservadas aos participantes, estão a paella caipira e hambúrguer de cabidela, para ficar em somente dois exemplos. “Será uma oportunidade para a população conhecer a qualidade e a diversidade da culinária de Campinas e celebrar o aniversário da cidade durante um dia agradável”, afirma Alexandra Caprioli, diretora municipal de Turismo.

Conforme Carlos Américo Louredo, diretor de Gastronomia do CRC&VB, o Chefs na Praça também oferecerá a chance de os restaurantes divulgarem suas marcas e suas gastronomias para uma faixa mais extensa da população. “Além disso, servirá como uma grande abertura para o Festival Gastronÿmico, evento que já faz parte do calendário local”. Louredo informa que, além das tendas gastronÿmicas, haverá outras para a venda de bebidas e de tíquetes que darão direito à retirada dos pratos. Parte da renda do evento será revertida à Fundação Eufraten, de Campinas, que atua em programas socioeducativos destinados a crianças e adolescentes.

vila Festival Editada

Vila Festival

Serviço

Evento: Chefs na Praça

Data: 14/07/2013

Horário: 11hàs 17h

Local: Praça Carlos Gomes, Centro

Entrada: Gratuita

Preços: Pratos a R$ 5, R$ 10 e R$ 15

 

Texto Publicitário

Sopa de Feijão à Toscana

27 jun

 

Já estamos no inverno e com essas noites chuvosas uma sopa reconfortante vem a calhar!

Esta é típica da belíssima região italiana da Toscana e muito boa, com o seu intenso aroma de alho…

Ingredientes para 4-6 pessoas

- 300 g de feijão branco cozido, lavado e escorrido
- 300 g de feijão manteiga cozido, lavado e escorrido
- 2 e 1/2 xícaras de caldo de legumes (ou de galinha)
- 115 g de massa tipo fusilli (ou outra massa tubular de pequeno formato)
- 4 colheres (sopa) de azeite
- 2 dentes de alho picados finamente
- 3 colheres (sopa) de salsa fresca picada finamente
- sal & pimenta do reino moída na hora

Modo de Fazer

Colocar metade do feijão branco e metade do feijão manteiga num liquidificador ou no copo de um processador, junto com metade do caldo de galinha. Triturar até obter um creme liso e homogeneo.

Colocar o creme em uma panela de fundo espesso, juntar como os feijões e o caldo restantes. Misturar muito bem e levar para ferver. Se a sopa parecer muito espessa, adicionar um pouquinho de água quente.

Juntar a massa e levar para ferver. Baixar o fogo e cozinhar por mais 10-15 minutos, ou até a massa se apresentar cozida “al dente”.

Separadamente, aquecer 3 colheres (sopa) de azeite numa frigideira pequena anti-aderente. Adicionar os alhos picados e refogar por 2-3 minutos sem parar de mexer, até o alho ficar dourado mas não queimado. Juntar o preparado de azeite e alho a sopa, assim como a salsa picada.

Temperar com sal e pimenta. Distribuir a sopa por pratos fundos ou tigelas e borrifar com o azeite restante. Servir em seguida.

Acompanhe com torradinhas.

sopa-toscana editada

Fonte : receita adaptada do livro Soup Bowl - Ed. Love Food * Parragon Books (E.U.A.)

Dia 28 de Maio, Dia do Hamburguer

27 mai

Amanhã, dia 28, é o Dia do Hamburguer: restaurantes

de Campinas oferecem opções para todos os gostos

Campinas, 27 de maio de 2013 – Na próxima terça-feira 28 é comemorado o Dia do Hamburguer no Brasil. Apesar de muita gente olhar este prato da gastronomia com certa desconfiança, ele é um dos preferidos do público e tem os mesmos valores protéicos de pratos tradicionais como arroz e feijão, se consumido na medida certa. E os moradores da região de Campinas têm boas opções de restaurantes para comemorar o homenageado no seu dia, como o Joe & Leo´s Family Restaurant, no Parque D. Pedro Shopping – uma das poucas hamburguerias voltadas para preparos de hamburgueres gourmets artesanais da região – e o Andarilho Bar e Restaurante, no Cambuí.

No Joe & Leo´s Campinas, uma rede criada no Rio de Janeiro há 19 anos e há 11 presente na região, são oito opções disponíveis no cardápio de hambúrgueres originais e tradicionais para adultos e crianças e outras 37 no sistema de Build-a-Burguer, que permite ao cliente montar seu próprio lanche da forma que ele mais gostar. “Trouxemos este sistema americano de preparo com exclusividade para Campinas, permitindo que cada pessoa personalize seu lanche na forma e no gosto que mais lhe agrada”, explica Carlos Américo Louredo, responsável pela casa.

No sistema Build-a-Burguer, a pessoa pode escolher desde o pão com receitas próprias (tradicional com gergelim, integral e agora o pão australiano mais conhecido como pão preto integral – exclusivo para a unidade de Campinas), o tamanho do hambúrguer (100g, 150g ou 200g), o sabor, queijos preferidos, molhos e acompanhamentos. Ainda pode acrescentar um dos 12 toppings da casa. “Estes são os verdadeiros hamburgueres artesanais, os que chamamos de “homemade burgers”, resgatando as receitas familiares existentes antes da produção industrializada do produto”, acrescenta Louredo.

Neste dia especial, a casa trará de volta, em forma de homenagem, o consagrado The Power, feito com 450 gramas de carne de picanha, com queijo cheedar, bacon frito e é claro alface, tomate e cebola. Ele será vendido no mesmo valor do hambúrguer de 200 gramas, apenas no dia 28 de maio.

BravoBurgereditada

 

Texto Publicitário

Despertar ao Relaxamento, Bora Viajar?

24 mai

Despertar ao Relaxamento, Bora Viajar?

O Blog Despertar ao Mundo de Josette Leprevost em parceria com a operadora francesa M.A.E Prestige de Nowack Natacha está organizando o primeiro grupo de viagem  que sairá em outubro (dia 27) para Paris, Versailles, Biarritz, Bordeaux (França), San Sebastián (Espanha), O Porto, Santarém, Lisboa, Tavira (Portugal), Faro (Algarve, Portugal), Sevilha e Madri (Espanha).  Convidamos para acompanhar o gupo  Kleber Patrício, relações públicas e proprietário da empresa  KPM&E, Kleber é um grande profissional, amigo e muito querido por todos que o conhecem bem, já esteve na Europa anteriormente e domina fluentemente o inglês, podendo assim orientar e ajudar em situações corriqueiras.

O foco da viagem é proporcionar uma tournée de alto nível mesmo para quem já conhece a Europa, uma vez que tudo está sendo preparado por uma operadora francesa —ou seja, com olhar de dentro para fora—, com programas que buscam oferecer um passeio interessante, relaxante e que permita às pessoas de fato esquecer da vida cotidiana e aproveitar o melhor do Velho Mundo. Quem tiver interesse em aderir ao grupo pode  enviar mensagem para o email  jleprevost37@gmail.com ou deixar seu contato nesse blog no campo comentários, que entraremos em contato para passar valores e detalhes da viagem.

Bora viajar?

Paris1 EDITADA

Torre Eifel – Paris

158 EDITADA

Espanha

torre_de_belem EDITADA

Torre de Belém – Portugal

Fotos: Banco de Imagens

Tajine de Frango com Cuscuz Marroquino

23 mai

Tajine de Frango com Cuscuz Marroquino

Ingredientes

  • 1 quilo(s) de peito de frango bem limpo, sem pele e em cubos de 2 cm
  • 3 colher(es) de chá de canela em pó
  • 1 colher(es) de chá de cominho em pó
  • 1 colher(es) de chá de gengibre em pó
  • 1 colher(es) de sopa de molho de pimenta-vermelha ou a gosto
  • 50 grama(s) de manteiga
  • 1 cebola grande picadinha
  • 2 dente(s) de alho picadinhos
  • 6 pistilos de açafrão
  • 1 litro(s) de água
  • 1/3 maço(s) de salsinha, amarrado com um barbante
  • 6 cebolas roxas grandes em fatias finas
  • 2/3 xícara(s) de chá de uva passa escura
  • 2 colher(es) de sopa de açúcar
  • 3 xícara(s) de chá de fava fresca já debulhada ou congelada
  • 2 xícara(s) de chá de cuscuz marroquino
  • 1 xícara(s) de chá de amêndoa em lâminas finas
  • 2 colher(es) de sopa de mel
  • azeite de oliva espanhol o necessário
  • sal e pimenta-do-reino

Modo de preparo

 Prepare o frango


Numa panela média, misture o frango, 2 colheres de chá de canela, o cominho, metade do gengibre e o molho de pimenta e deixe repousar fora da geladeira por 1 hora.

Acrescente um fio de azeite, metade da manteiga, a cebola picadinha, o alho, 2 colheres de chá de sal, um pouco de pimenta e 2 pistilos de açafrão, tampe e leve ao fogo baixo por uns 10 minutos, mexendo de vez em quando, até soltar um caldinho.

Adicione então a água e o amarrado de salsinha, tampe parcialmente a panela e cozinhe por aproximadamente meia hora, até que o frango esteja bem macio.

Com uma escumadeira, retire e reserve os pedaços do frango, separe 2 xícaras do caldo para regar o cuscuz e guarde o restante para as cebolas.

O Cuscuz

Numa frigideira grande, aqueça mais um fio de azeite e a manteiga restante e doure bem as cebolas fatiadas com uma pitada de sal.

Acrescente o restante do gengibre e da canela, 2 pistilos de açafrão, a uva passa, as favas, o açúcar e o caldo reservado para as cebolas. Deixe em fogo alto até conseguir um molhinho encorpado, que cubra o dorso de uma colher. Retire do fogo e reserve.

Vinte minutos antes de servir, coloque o cuscuz numa tigela grande. Aqueça o caldo reservado com o restante do açafrão e um pouquinho de sal, retire do fogo quando ferver e despeje sobre o cuscuz.

Deixe descansar por 10 minutos, mexendo de vez em quando para soltar os grumos e, ao final do tempo, regue com um fio de azeite e misture.

Doure ligeiramente as amêndoas numa frigideira grande e seca e reserve em outro recipiente. Na mesma frigideira, aqueça mais um fio de azeite, junte os pedaços de frango e o mel e deixe no fogo até dourar um pouco.

Sobre um prato grande e que não seja nem muito raso nem muito fundo, espalhe o cuscuz formando um “vulcão”. No centro, coloque primeiro o refogado de cebola, por cima o frango e finalize com as amêndoas.

Receita da chef Heloisa Bacellar.

DSCF4146 editada

Foto: Banco de Imagens

Cozinha Marroquina em Paris

23 mai

Cozinha Marroquina em Paris

Em minha última noite em Paris Natacha e Olivier,  meus queridos amigos franceses me convidaram para nos juntarmos ao grupo simpático de amigos deles para jantarmos. Eu nem imaginava o quanto a noite seria  agradável.

A primeira incrível surpresa foi a neve que nos presenteou com paisagens inesquecíveis, e depois o restaurante surpreendentemente, aconchegante, charmoso, alegre e com uma comida de aguçar todos os sentidos.

Oliveiras nos vasos caracterizam a entrada do La Souk , onde o melhor da  cozinha clássica marroquina é degustada.

Algumas sugestões do melhor para pedir no La Souk, é sem dúvida começar com b’stilla , são folhas brik preenchidas com confit de pato, passas, nozes, aromatizada com água de flor de laranjeira e polvilhada com canela e açúcar, deliciosoooo.

Mantenha ainda o apetite para mais. Os tagines e cuscuz são todos excelentes, são servidos ultra quentes e em porções muito generosas. A apresentação é perfeita.

Menção especial para o tagine pode, que leva mel, cebola, damascos, figos e canela polvilhada com amêndoas torradas em seu preparo.

Se ainda for possível e seu apetite der conta, escolha  para sobremesa o delicioso mil-folhas de figos frescos, enquanto o garçom lhe serve o doce chá de menta.

Você vai adorar esse lugar de atmosfera alegre e terá certeza que está em Morrocos!

O La Souk Restaurante fica:

1 rue Keller – 75011 – Paris

Tel. 01 49 29 05 08

12746_319496311490825_1301278382_n editada

22201_345165368923919_337478403_n editada

408374_345165112257278_171003806_n editada

532214_323916567715466_131581767_n editada

2º Ano da Noite da Paella

6 mai

2º Ano da Noite da Paella

Mais uma vez o Vila Paraíso da show!

Na  quinta feira, dia 02 de maio  o restaurante comemorou seu aniversário com o 2º Ano da Noite da Paella.

A casa ficou lotada de gente bonita e com olhares atentos as maravilhas que estavam sendo preparadas em três enormes paelleras ao acesso de todos.

Recepcionados pela queridíssima Fernanda Barreira e pelo simpático e talentoso Ricardo Barreira, os convidados e clientes tiveram a oportunidade de degustar entradas impecáveis, destaque para cebolinha recheada de carne seca e catupiry, tudo muito bem harmonizado com o espumante argentino Nocturno Brut, perfeito!

A Paella estava de ver Deuses, como diz meu amigo Kleber Patrício, aguçando os sentidos simultaneamente, linda de se ver, aroma divino e simplesmente deliciosa, no ponto certo de cada ingrediente utilizado.

Bom não adianta falar muito é preciso mesmo conferir, mas enquanto isso vejam um pouco do que lhes conto pelas fotos.

Aviso aos amigos que o Vila Paraíso faz essa Paella pelo menos uma vez ao mês, se quiser sentir esse prazer, entre em contato com eles e reserve a sua mesa.

Editada

Minha querida amiga Fernanda Barreira, radiante com o sucesso da noite!

316085_517617081631909_1781578906_n editada

Não é de comer com os olhos?!

936819_517617608298523_801125392_n editada

21312_517617504965200_766956128_n editada

Uma das Paelleras ao alcance dos clientes, MARAVILHOSA!

408396_517617374965213_406008753_n editada

Ricardo Barreira, investindo todo seu talento na cozinha do Vila Paraíso.

Texto Publicitário

A Melhor Maneira de Tirar seu Visto!

5 abr

Quando precisei tirar meu visto americano, havia conhecido a Nikko Turismo á pouco tempo, mas logo após os primeiros contatos já fiquei extremamente  feliz e até surpresa com um atendimento personalizado,  disponibilidade  e eficácia em todas as solicitações, desde uma simples reserva nacional até uma complexa viagem em grupo ou familiar para o exterior.

Quando pedi meu visto, foi muito tranquilo com a Nikko, eles se encarregaram de preencher digitalmente todas as informações solicitadas, emitiram os boletos das taxas necessárias e enviaram para meu email,  após as taxas pagas, fizeram o agendamento para minha entrevista (obrigatória) nos órgãos competêntes. Mas o melhor é o cuidado com a personalização da orientação que me foi dada e  é feita com cada solicitante de acordo com sua realidade e motivo para o pedido do visto, eles orientam da maneira mais correta, inclusive quais documentos levar consigo no dia da entrevista. Assim as chances de tudo dar certo são bem maiores.

Depois de tudo é só escolher o roteiro com a Nikko Turismo e boa viagem!!!

Propaganda Visto Americano Editada

Texto Publicitário

Publicidade

Ovo Fabergé – História e Origem dos Ovos de Páscoa Russos Fabergé

29 mar

Ovo Fabergé – História e Origem dos Ovos de Páscoa Russos Fabergé

A história dos ovos Fabergé, produzidos pelo talentoso joalheiro russo Peter Carl Fabergé se converteram em obras de arte, ovos cravejados de jóias preciosas e que eram presenteados aos Czares da Rússia, a família Romanov.

A Páscoa era uma data muito especial na Rússia Czarista: todos se beijavam e diziam: “Cristo ressuscitou”, recebendo a resposta: “Verdadeiramente, Cristo ressuscitou”. E se presenteavam com ovos, que representavam a nova vida que surgia, o renascer das esperanças. Os ovos que o povo trocava entre si eram pintados.

Já os ovos que os membros da família real e os nobres da Corte davam uns aos outros eram feitos de ouro, prata, decorados com esmalte e pedras preciosas.

Em 1884, o Czar Alexandre III encomendou ao joalheiro oficial da corte imperial russa, Peter Carl Fabergé, um ovo como presente para sua esposa, a Imperatriz Maria Feodorovna, contendo uma surpresa, a critério do joalheiro. No caso desse primeiro ovo, a surpresa era uma galinha colocando uma safira. O sucesso na Corte foi enorme.

Assim iniciou-se a tradição dos Ovos de Fabergé.

A cada ano o Czar encomendava um novo ovo para dar à Czarina na Páscoa, cabendo a Fabergé confeccioná-lo como bem quisesse. Com a morte do Imperador, seu filho, o Czar Nicolau II, prosseguiu com a tradição, encomendando a Fabergé dois ovos por ano, um para sua mãe e outro para sua esposa, Alexandra.

Com diamantes, rubis, platina, ouro e cristal de rocha. Dentro uma réplica da carruagem que transportou a Czarina Alexandra pelas ruas de Moscou durante as festividades da coroação de Nicolau II.

Os ovos de Fabergé eram únicos. Alguns celebravam temas íntimos da família; outros honravam eventos notáveis do Estado Russo. Eram dotados de pequenos e delicados mecanismos que mostravam o segredo do seu interior. O ovo anual era sempre a grande surpresa para a família imperial e admirado por toda a Corte, sendo objeto de desejo generalizado.

Por serem exclusivos e caprichosamente elaborados, os ovos de Fabergé tornaram-se peças valiosíssimas. Com cerca de 13 cm, cada ovo levava o ano inteiro para ser confeccionado, desde o desenho original, o corte, a lapidação das pedras e todos os detalhes, envolvendo diversos mestres da empresa Fabergé. Tudo era feito em absoluto sigilo.

Em comemoração ao tricentenário do Governo Romanov. Tem 18 retratos em miniatura de todos os membros reinantes e, dentro dele, gira um globo terrestre de ouro, com um mapa mostrando as fronteiras russas quando da ascensão do primeiro Romanov e as fronteiras durante o reinado de Nicolau II.

Os ovos eram cuidadosamente guardados junto ao tesouro da família Romanov.

Foram 56 obras-primas produzidas de 1885 a 1917.

Com a Revolução Russa, o tesouro dos Romanov foi confiscado pelos bolcheviques e dispersado. Não se conhece o paradeiro de todos os ovos de Fabergé feitos para a família imperial. Até 1.998, haviam sido localizados 44 destes exemplares. Em 2.002, o noticiário internacional dava conta que um ovo imperial foi arrematado num leilão da Christie’s por 9,6 milhões de dólares.

Peter-Carl-Faberge-2 EDITADA

ovo-fabergc3a9-sc3a9rie-imperial1 EDITADA

ovo-da-pc3a1scoa-por-fabergc3a9 EDITADA

Karl_Faberge EDITADA

Peter Carl Fabergé

Fonte: Wikipédia
Fotos: Banco de Imagens

Raviolis de Foie Gras no Caldo de Galinha

26 mar

Raviolis de Foie Gras no Caldo de Galinha

Raviolis de Foie Gras no Caldo de Galinha

Preparação: 30 minutos

Tempo de cozimento: 2-3 minutos

Rendimento:

4 pessoas

Ingredientes:

Folhas de ravioli

Foie gras mi-cuit

Maças Verdes Granny Smith ou a que encontrar

Trufa escovada EXTRA e Azeite de trufas

Noz-moscada

Caldo de galinha ou frango

 Modo de Fazer:

Corte as fatias finas de  maçãs, em seguida, usando um cortador de biscoitos para fazer discos do mesmo tamanho.

Corte a trufa também regularmente, passe os discos em azeite de trufas.

Prepare o caldo de galinha e reserve.

Montando os raviolis:  Quadrado de massinha para ravioli comprado em lojas de massas frescas, abra a massinha acomode a fatia de trufa em seguida junte o disco de maçã verde embebido em azeite de trufas. Rale a noz-moscada e, em seguida, colocar um pedaço de foie gras com sal.

No contorno do ravioli passe uma mistura de clara de ovo / água (2/3- 1/3).

Termine colocando outra massinha de ravioli para fechar, garanta que colou, depois finalize o corte (pode até ser com uma xícara de café) corte o ravioli redondo.

Cozinhe no caldo de galinha ou frango por 2-3 minutos, virando no meio do cozimento.

Um grande obrigado a Gregory, Blog Unomafu por sua receita deliciosa!

recette_raviole_truffe_foie editada

www.comtessedubarry.com

coloque esse código no final da página: