Arquivo por Autor
A Melhor Maneira de Tirar seu Visto!

5 abr

Quando precisei tirar meu visto americano, havia conhecido a Nikko Turismo á pouco tempo, mas logo após os primeiros contatos já fiquei extremamente  feliz e até surpresa com um atendimento personalizado,  disponibilidade  e eficácia em todas as solicitações, desde uma simples reserva nacional até uma complexa viagem em grupo ou familiar para o exterior.

Quando pedi meu visto, foi muito tranquilo com a Nikko, eles se encarregaram de preencher digitalmente todas as informações solicitadas, emitiram os boletos das taxas necessárias e enviaram para meu email,  após as taxas pagas, fizeram o agendamento para minha entrevista (obrigatória) nos órgãos competêntes. Mas o melhor é o cuidado com a personalização da orientação que me foi dada e  é feita com cada solicitante de acordo com sua realidade e motivo para o pedido do visto, eles orientam da maneira mais correta, inclusive quais documentos levar consigo no dia da entrevista. Assim as chances de tudo dar certo são bem maiores.

Depois de tudo é só escolher o roteiro com a Nikko Turismo e boa viagem!!!

Propaganda Visto Americano Editada

Texto Publicitário

Publicidade

Ovo Fabergé – História e Origem dos Ovos de Páscoa Russos Fabergé

29 mar

Ovo Fabergé – História e Origem dos Ovos de Páscoa Russos Fabergé

A história dos ovos Fabergé, produzidos pelo talentoso joalheiro russo Peter Carl Fabergé se converteram em obras de arte, ovos cravejados de jóias preciosas e que eram presenteados aos Czares da Rússia, a família Romanov.

A Páscoa era uma data muito especial na Rússia Czarista: todos se beijavam e diziam: “Cristo ressuscitou”, recebendo a resposta: “Verdadeiramente, Cristo ressuscitou”. E se presenteavam com ovos, que representavam a nova vida que surgia, o renascer das esperanças. Os ovos que o povo trocava entre si eram pintados.

Já os ovos que os membros da família real e os nobres da Corte davam uns aos outros eram feitos de ouro, prata, decorados com esmalte e pedras preciosas.

Em 1884, o Czar Alexandre III encomendou ao joalheiro oficial da corte imperial russa, Peter Carl Fabergé, um ovo como presente para sua esposa, a Imperatriz Maria Feodorovna, contendo uma surpresa, a critério do joalheiro. No caso desse primeiro ovo, a surpresa era uma galinha colocando uma safira. O sucesso na Corte foi enorme.

Assim iniciou-se a tradição dos Ovos de Fabergé.

A cada ano o Czar encomendava um novo ovo para dar à Czarina na Páscoa, cabendo a Fabergé confeccioná-lo como bem quisesse. Com a morte do Imperador, seu filho, o Czar Nicolau II, prosseguiu com a tradição, encomendando a Fabergé dois ovos por ano, um para sua mãe e outro para sua esposa, Alexandra.

Com diamantes, rubis, platina, ouro e cristal de rocha. Dentro uma réplica da carruagem que transportou a Czarina Alexandra pelas ruas de Moscou durante as festividades da coroação de Nicolau II.

Os ovos de Fabergé eram únicos. Alguns celebravam temas íntimos da família; outros honravam eventos notáveis do Estado Russo. Eram dotados de pequenos e delicados mecanismos que mostravam o segredo do seu interior. O ovo anual era sempre a grande surpresa para a família imperial e admirado por toda a Corte, sendo objeto de desejo generalizado.

Por serem exclusivos e caprichosamente elaborados, os ovos de Fabergé tornaram-se peças valiosíssimas. Com cerca de 13 cm, cada ovo levava o ano inteiro para ser confeccionado, desde o desenho original, o corte, a lapidação das pedras e todos os detalhes, envolvendo diversos mestres da empresa Fabergé. Tudo era feito em absoluto sigilo.

Em comemoração ao tricentenário do Governo Romanov. Tem 18 retratos em miniatura de todos os membros reinantes e, dentro dele, gira um globo terrestre de ouro, com um mapa mostrando as fronteiras russas quando da ascensão do primeiro Romanov e as fronteiras durante o reinado de Nicolau II.

Os ovos eram cuidadosamente guardados junto ao tesouro da família Romanov.

Foram 56 obras-primas produzidas de 1885 a 1917.

Com a Revolução Russa, o tesouro dos Romanov foi confiscado pelos bolcheviques e dispersado. Não se conhece o paradeiro de todos os ovos de Fabergé feitos para a família imperial. Até 1.998, haviam sido localizados 44 destes exemplares. Em 2.002, o noticiário internacional dava conta que um ovo imperial foi arrematado num leilão da Christie’s por 9,6 milhões de dólares.

Peter-Carl-Faberge-2 EDITADA

ovo-fabergc3a9-sc3a9rie-imperial1 EDITADA

ovo-da-pc3a1scoa-por-fabergc3a9 EDITADA

Karl_Faberge EDITADA

Peter Carl Fabergé

Fonte: Wikipédia
Fotos: Banco de Imagens

Raviolis de Foie Gras no Caldo de Galinha

26 mar

Raviolis de Foie Gras no Caldo de Galinha

Raviolis de Foie Gras no Caldo de Galinha

Preparação: 30 minutos

Tempo de cozimento: 2-3 minutos

Rendimento:

4 pessoas

Ingredientes:

Folhas de ravioli

Foie gras mi-cuit

Maças Verdes Granny Smith ou a que encontrar

Trufa escovada EXTRA e Azeite de trufas

Noz-moscada

Caldo de galinha ou frango

 Modo de Fazer:

Corte as fatias finas de  maçãs, em seguida, usando um cortador de biscoitos para fazer discos do mesmo tamanho.

Corte a trufa também regularmente, passe os discos em azeite de trufas.

Prepare o caldo de galinha e reserve.

Montando os raviolis:  Quadrado de massinha para ravioli comprado em lojas de massas frescas, abra a massinha acomode a fatia de trufa em seguida junte o disco de maçã verde embebido em azeite de trufas. Rale a noz-moscada e, em seguida, colocar um pedaço de foie gras com sal.

No contorno do ravioli passe uma mistura de clara de ovo / água (2/3- 1/3).

Termine colocando outra massinha de ravioli para fechar, garanta que colou, depois finalize o corte (pode até ser com uma xícara de café) corte o ravioli redondo.

Cozinhe no caldo de galinha ou frango por 2-3 minutos, virando no meio do cozimento.

Um grande obrigado a Gregory, Blog Unomafu por sua receita deliciosa!

recette_raviole_truffe_foie editada

www.comtessedubarry.com

Acadêmia de Vinhos de Bordeaux

26 mar

Acadêmia de Vinhos de Bordeaux

Em Bordeaux, muito perto da Place de la Comédie, está a Escola de vinhos da região, a famosa Acadêmia de Vinhos de Bordeaux.

A Acadêmia oferece cursos para todas os níveis e disponibilidades.

Sugiro para turistas enófilos o workshop  com introdução de 2 horas de Vinhos de Bordeaux, pode ser para 1 até 24 participantes e está disponível a qualquer momento durante o ano.

Você aprenderá mais sobre  as vinhas de Bordeaux os vinho de marcação, como degustar vinhos e como falar sobre eles.

Interessantíssimo, fiquei realmente apaixonada, minha vontade era de passar meses ou até morar em Bordeaux e poder absorver tudo que essa Acadêmia, essa cidade, essa região tem de riquezas em produtos, cultura e informação!

Não deixe de visitar, por uma média de 40 euros degustará vinhos fantásticos e aprenderá muito com essa experiência!

Confira tudo que a Acadêmia oferece pelo site:

www.bordeaux.com

Endereço:

1,cours du 30 Juillet – 33075 Bordeaux Cedex France

Avulsas 1047 editada

 Fachada da Acadêmia de Vinhos de Bordeaux.

 

Avulsas 1056editada

Avulsas 1057editada

 

 Sala interna para pequenas degustações e Workshop.

 

Avulsas 1062editada

Espaço para degustações programadas, possível também reunir amigos ou fazer  reuniões de negócios.

 

Avulsas 1053 editada

Mapa da Região de Bordeaux com destaque para as áreas das vinhas.

Polvo com Batatas no Forno

21 mar

É preciso um pouco de experiência para cozinhar polvo ou pelo menos, conhecer umas regras básicas simples. Quanto maior for o polvo, mais rijo é. Se comprar polvo fresco, congele-o antes de o cozinhar assim, ficará bem mais tenro. Também é importante não temperar o polvo com sal antes do final da cozedura, senão endurece. E, se quiser ganhar tempo, use uma panela de pressão para cozê-lo. Também fica bom se cozinhado a vapor.
Esta prato de polvo simples, à moda tradicional do Açores, foi muito apreciado por quem o degustou. Espero que gostem também.
Ingredientes para 4 pessoas
  • 1,5 kg de polvo limpo, descongelado
  • 1 kg de batatas, descascadas e cortadas em cubos
  • 1 folha de louro
  • 2 cebolas, cortadas em meias-luas finas
  • 3 dentes de alho, picados finamente
  • 100 ml de azeite
  • sal grosso marinho & pimenta preta moída no momento
  • coentros frescos picados – ou salsa

 

Preparação

Colocar o polvo num tacho, juntamente com a folha de louro. Cobrir com água e levar para ferver. Baixar o fogo e deixar ferver durante pelo menos 1 hora. Verificar se o polvo está tenro. Se não for o caso, cozinhar durante mais tempo. Temperar com sal somente no final do cozimento. Escorrer, reservando um pouco da água do cozimento.
Levar as batatas para cozinhar em água temperada de sal durante 20-25 minutos – ou até se apresentarem cozidas, mas ainda firmes. Escorrer e reservar.
Cortar o polvo em pedaços e transferir para um tabuleiro de forno, juntamente com os cubos de batata. Reservar.
Pré-aquecer o forno a 180ºC.
Refogar as meias-luas de cebola e os alhos picados no azeite, em fogo médio, durante 5-6 minutos, mexendo para não deixar queimar.
Regar os pedaços de polvo e as batatas com o a preparação de azeite, cebolas e alho. Juntar um pouco da água do cozimento reservada. Temperar com sal e pimenta. Envolver delicadamente.
Levar ao forno – a 180ºC – até as batatas ficarem ligeiramente douradas. Retirar do forno e polvilhar com coentros picados – ou salsa. Servir de seguida, acompanhando com pão fresco.

 

Polvo com batatas no forno editada

Dia Internacional da Mulher – Origem

8 mar

Dia Internacional da Mulher – Origem

Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março, tem como origem as manifestações das mulheres russas por melhores condições de vida e trabalho e contra a entrada da Rússia czarista na Primeira Guerra Mundial. Essas manifestações marcaram o início daRevolução de 1917. Entretanto a ideia de celebrar um dia da mulher já havia surgido desde os primeiros anos do século XX, nos Estados Unidos e na Europa, no contexto das lutas de mulheres por melhores condições de vida e trabalho, bem como pelo direito de voto.

No Ocidente, o Dia Internacional da Mulher foi comemorado no início do século, até a década de 1920.

Na antiga União Soviética, durante o stalinismo, o Dia Internacional da Mulher tornou-se elemento de propaganda partidária.

Nos países ocidentais, a data foi esquecida por longo tempo e somente recuperada pelo movimento feminista, já na década de 1960. Na atualidade, a celebração do Dia Internacional da Mulher perdeu parcialmente o seu sentido original, adquirindo um caráter festivo e comercial. Nessa data, os empregadores, sem certamente pretender evocar o espírito das operárias grevistas do 8 de março de 1917, costumam distribuir rosas vermelhas ou pequenos mimos entre suas empregadas.

Em 1975, foi designado pela ONU como o Ano Internacional da Mulher e, em dezembro de 1977, o Dia Internacional da Mulher foi adotado pelas Nações Unidas, para lembrar as conquistas sociais, políticas e económicas das mulheres.

Dia_Internacional_da_Mulher editada

Fonte: Wikipédia
Fotos: Banco de Imagem

Gestão e Produção de Cozinha em Faro no Algarve

4 mar

Estive na Escola de Hotelaria e Turismo do Algarve na cidade de Faro para conhecer um pouco da estrutura do local e do conteúdo oferecido por eles.

Indico com tranquilidade, para começar a cidade está em uma região litorânea lindíssima de Portugal, o que já é um convite a morar por alguns meses nesse lugar, onde funciona a Escola hoje é o edifício do antigo Convento de São Francisco,  lugar perfeito para o seu notório crescimento desde sua inauguração em outra sede no ano de 1966, completamente preparado e equipado para os diversos cursos oferecidos, tem uma proposta moderna e um corpo docente de altíssima qualidade segundo informações que obtive em Lisboa.

Se tiver a oportunidade de vivenciar alguns meses dessa escola e dessa cidade riquíssima em gastronomia, não deixe de fazê-lo, com toda certeza será um inesquecível prazer.

Curso de Especialização Tecnológica ( Nível V)

 O curso de Gestão e Produção de Cozinha me encantou, qualquer chef já formado com certeza adoraria participar dessas aulas e vivenciar as ferramentas para gerir sua própria cozinha.

Tempo de Curso:  3 semestres

Créditos reconhecidos no ensino superior (ECTS)

Provas de Admissão

Nível V: Português e Cultura Geral, Inglês e Matemática + Entrevista

Inscrição e Matrícula

Nível V:  Inscrição – 25 €

Matrícula – 100€

Valor do Curso (Referencia curso de Gestão e Produção de Cozinha)

Nível V:   Valor Anual – 1.350€ (10% desconto)

Pago em prestações – 100€ x 15 meses

Nota: Alunos com apoio social  estão isentos de pagamento parcial ou total  (Informações na Secretaria)

Mais informações;

Escola de Hotelaria e Turismo do Algarve (Faro)

Tel.: + 351 289 007 200

e-mail: ehtfaro@turismodeportugal.pt

Indicação de chegada em Faro em frente a linda Marina da cidade

Entrada do “cartão de visitas” de Faro – A instigante cidade antiga, ainda com boa parte cercada por muralhas.

Palestra que aconteceu para uma das turmas da Escola de Hotelaria e Turismo de Faro

Café Napoléon3 em Bordeaux, começando bem o dia!

27 fev

Café Napoléon3 em Bordeaux, começando bem o dia!

Conhecer Bordeaux foi para mim um dos momentos mais felizes da minha estada na França. Fiz uma viagem fantástica com minha nova amiga francesa Natacha, partimos da cidade de Biarritz ( também um lugar deslumbrante, que vou contar em outra postagem) para Bordeaux de trem, nossa passagem custou 49,00 euros cada, o trem da TVG, rapidíssimo, lindo e moderno por dentro proporcionou uma viajem com uma paisagem lindíssima.

Chegamos a Gare de  Bordeaux – St. Jean, localizada no centro da cidade, ali começou minha impressão sobre a lindíssima e convidativa cidade de Bordeaux.

Fomos para o nosso hotel de VLT (Veículo Leve sobre Trilhos), inaugurado em 2003, o transporte sob trilhos mudou a dinâmica dos deslocamentos da cidade, atendendo mais de 6 milhões de usuários mês com apenas 45km de trilhos disponíveis.

Após uma noite merecida de sono com -2C° de temperatura, acordamos logo cedo e fomos direto para região do Grand Hotel de Bordeaux, onde mais tarde teríamos uma reunião. Antes escolhemos um charmoso café para o nosso desjejum, o Café Napoléon3, um típico café francês, com decoração Neoclássica.

Nosso pedido foi um café típico frances, com suco de laranja, os maravilhosos e únicos croissants, chocolate quente, geléias, manteiga “President” claro( para eles é a mais comum) e a vista da Escola de Vinhos de Bordeaux.

Se for a Bordeaux, essa é uma ótima pedida para um excelente dia nessa cidade maravilhosa pela qual me apaixonei!

Café Napoléon3

6 bis cours du 30 juillet

33000 Bordeaux

www.cafenapoleon3.com

Salão logo na entrada do Café Napoléon3

O perfeito Café da Manhã!

Sua Escolha perfeita! Vila Paraíso no Restaurant Week 2013

24 fev

Na última sexta feira o Restaurante Vila Paraíso, recebeu um seleto grupo da imprensa para apresentar o menu que fará parte do Restaurant Week 2013.

O local e ambiente do Restaurante Vila Paraíso já é um convite a um momento relaxante e agradável, e a escolha do cardápio está impecável.

Duas opções em cada sugestão:

Entradas

- Bolinho de Siri

- Salada Tropical – Mix de folhas verdes, lascas de manga e coco

A salada foi minha opção.  Fresca, crocante e de sabor delicioso.

Pratos Principais

- Lasanha de abobrinha, shimeji, champignon e mussarela ao molho mostarda

- Filé ao molho de estragão com risoto de alcachofra

O Filé que foi minha escolha, estava suculento e no ponto certo. O molho com estragão deu um toque bem especial e o aroma recende a cada garfada.

O Risoto estava perfeiiiitooo, cremoso e com pedaços generosos de alcachofra.

Sobremesas

- Tradicional torta de Limão

- Bolo gelado de coco embrulhadinho no papel alumíni

A querida Fernanda Barreira foi quem nos recebeu, como sempre linda e simpática, ela conta com um excelente chef  e seus irmãos no comando do Vila Paraíso.

Texto Publicitário

Vila Paraíso Restaurante no Restaurant Week 2013

20 fev

Vila Paraíso Restaurante no Restaurant Week 2013

 

Filé ao molho estragão e Lasanha de shimeji são duas

das novidades do Vila Paraíso Restaurante no Restaurant Week 2013

Tradicional evento de gastronomia acontecerá no período de 25 de fevereiro a 17 de março

 

Bolinho de Siri e Salada Tropical (mesclas de verdes com manga e lascas de côco queimado com vinagrete roquefort) como entrada. Filé ao molho de estragão com risoto de alcachofra e Lasanha de shimeji com abobrinha, champignon e queijo mussarela ao leve molho de mostarda de pratos principais. Torta de limão e bolo de gelado de coco embrulhadinho no papel alumínio. Estes são os seis pratos especialmente criados pelo Vila Paraíso Restaurante, de Campinas, para a edição 2013 do consagrado Restaurant Week Campinas de Verão.

O evento, que reúne diversos estabelecimentos da cidade, acontecerá entre os dias 25 de fevereiro a 3 de março – exclusivamente para clientes dos cartões Mastercard Platinum e Black -, e entre os dias 4 de março e 17 de março para o público em geral. O cardápio oferecido pelo Vila Paraíso Restaurante foi especialmente criado para este evento, assim como nas edições anteriores. O menu completo – composto por uma entrada, um prato principal e uma sobremesa, a ser escolhido pelo cliente – custará R$ 47,90 (jantar) e será servido apenas no jantar.

De acordo com Fernanda Barreira, diretora de Marketing do Vila Paraíso Restaurante, a expectativa é de que esse ano o movimento da casa aumente em torno de 10% no período do evento na comparação com o ano de  2012. “O Restaurant  Week é uma oportunidade para os nossos clientes degustarem pratos especialmente elaborados para o evento gastronômico com preços mais em conta, já que a proposta é democratizar a alta gastronomia”, destaca.

Considerado o maior evento gastronômico do mundo, o Restaurant Week nasceu em 1992 em Nova Iorque, com o objetivo de baixar os preços e aumentar a rotatividade nos restaurantes como forma de incentivar o público a sair de casa durante o inverno rigoroso. Aos poucos o evento foi se espalhando e hoje acontece em cem países, entre eles o Brasil, tornando-se sucesso de público.

SOBRE O RESTAURANTE

Localizado na avenida principal do distrito de Joaquim Egídio, o Vila Paraíso Restaurante ocupada uma área de 300 mil  m2, cercada por uma rica mata e vegetação nativa da Área de Proteção Ambiental (APA), o que proporciona um ambiente autêntico, tanto para reuniões informais de amigos como de famílias, com amplo espaço para lazer às crianças.

A casa possui quatro ambientes bem aconchegantes cobertos e ao ar livre com capacidade para acomodar 320 pessoas. Os espaços internos são equipados com lareiras para os dias mais frios.

O playground em madeira é a atração das crianças, que podem brincar com toda segurança, enquanto o lago nos fundos, as árvores e a presença de saguis completam o charme da paisagem do restaurante, que ainda conta com um amplo estacionamento.

O restaurante Vila Paraíso fica na Av. Heitor Penteado, 1.716, Joaquim Egídio. Reservas pelos telefones (19) 3298-6913. Site: http://www.restaurantevilaparaiso.com.br

Bolinho de Siri.

Filé ao molho de estragão com risoto de alcachofra

Release Assessoria Vila Paraíso

coloque esse código no final da página: